in

A história linda do padre que adotou um bebê com síndrome de Down abandonado pela mãe no hospital

A bela atitude do sacerdote recebeu elogios em todo o mundo e inspirou a muitos.

La Republica

Alguns pais, que não têm condições físicas, financeiras ou psicológica para cuidar de seus filhos, acabam doando-os para instituições. Grande parte dessas crianças é criada a vida inteira dentro de um abrigo, sem ter uma família.

Publicidade

Mas, felizmente, ainda existem almas bondosas, que fazem de tudo para ajudar ao próximo, desde atos simples até ações consideradas grandiosas. Um exemplo disso foi o padre que você conhecerá nesta história, que assumiu uma enorme responsabilidade ao adotar uma criança com síndrome de Down.

O padre Omar é um morador da cidade de Lima, que fica situada no Peru. Ele utiliza seu tempo para ajudar as pessoas como pode, colaborando em abrigos e fornecendo suporte para pessoas de menos condições enfrentarem a pandemia da Covid-19.

Publicidade

Omar ficou sabendo da história do bebê, que foi abandonado pela mãe. De acordo com o sacerdote, a jovem, de apenas 17 anos, sofria de esquizofrenia e deixou seu bebê no hospital logo que nasceu, pois não tinha condições de ficar com a criança.

Publicidade

Ela foi ao hospital para dar à luz. Aparentemente teve uma gravidez ruim, deu à luz e o deixou abandonado“, disse Omar. Como o padre é conhecido por seu trabalho humanitário, o hospital o contatou e informou sobre a criança.

Publicidade

O padre foi à unidade de saúde e tomou a decisão de adotar o bebê, a quem deu o nome de Ismael. Um dos detalhes mais especiais que Omar conta é que a adoção aconteceu exatamente no dia de seu aniversário: “Um detalhe especial de Deus na minha vida sacerdotal“, disse.

Depois de meses da adoção, Omar revela estar bastante feliz com a criança, pois juntos conseguiram se tornar uma verdadeira família.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral. Pode entrar em contato comigo por meio do Instagram @paolla.evellyn