in

Histórias tão boas que só poderiam ter acontecido na Bahia

A Bahia é um estado incrível com pessoas incrivelmente autênticas. Isso só poderia render boas histórias.

UOL

A Bahia é um estado brasileiro que possui uma cultura incrível. O turismo nesse local acontece em todos os períodos do ano, mas, no carnaval, a Bahia recebe milhares de turistas, o que faz com que histórias engraçadas aconteçam. Alguns turistas que visitaram o local decidiram contar alguns fatos que já aconteceram.

Publicidade

A jovem Aline Santana contou que tinha deixado para comprar seu abadá do bloco em cima da hora. Quando saiu do Aeroclube Plaza Show, foi abordada por um rapaz que aparentava que iria assalta-la, mas quando ele viu que o abadá era o Timbalada, saiu resmungando que queria o abadá do Chiclete. Ou seja, ela se livrou do assalto.

O motorista e a jaca gigante

A turista Suzana Santos contou que chegou à Salvador para trabalhar no camarote, mas no meio do trânsito caótico ela avistou um senhor, dirigindo um carro que só tinha o banco do motorista, enquanto comia uma jaca.

Publicidade

Vanessa Daveu também contou sua experiência na terrinha de todos os santos. Ela disse que estava com o namorado e um grupo de amigos em um bar no pelourinho quando um garçom veio e serviu um potinho com vinagre, tomate, cebola e outros condimentos. Ela disse que ficou super animada porque achou que aquilo era vinagrete, então encheu o seu bolinho do molho e comeu. Mas, na verdade, aquilo se tratava de pimenta e ela mudou de cor ao sentir o gosto.

Publicidade

A ligação urgente

Élyda Natividade contou que estava dentro do ônibus quando de repente o motorista diz: “Alguém tem bônus para Oi?” E uma alma de Deus reponde: “eu tenho“. Aí foi o telefone passando de mão em mão até chegar no motorista. Isso só acontece na Bahia.

Publicidade

Para finalizar, Larissa Barboza contou que foi toda animada comprar um acarajé, a baiana então perguntou se ela queria frio, morno ou quente. Pensando que o acarajé frio seria ruim, ela pediu quente, mas quando pôs na boca descobriu que era ‘quente’ porque tinha muita pimenta e correu atrás de um copo de água.

Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.