in

Lembra dele? Como está hoje o garotinho anão que comoveu a internet com vídeo sobre bullying

A história do menino repercutiu no mundo inteiro e sensibilizou milhares de pessoas.

Crescer

Lembra dele? O pequeno australiano, Quaden Bayles, 9 anos, comoveu os internautas ao surgir em um vídeo chorando por ter sofrido bullying dos colegas. Na época, as imagens viralizaram nas redes sociais. Yarraka, mãe do menino, contou durante uma reunião da Comissão de Garantia dos Direitos da Pessoa com Deficiência que a família até hoje recebe ofensas e até mesmo ameaças de morte pela web.

Publicidade

No vídeo que comoveu a internet, o garoto, que tem nanismo, aparece aos prantos desesperado e diz que “quer se matar” porque “não aguenta mais” a perseguição sofrida pelas colegas. A mãe do pequeno australiano compartilhou o vídeo no mês de fevereiro após se sentir frustrada pela falta de atitude da instituição de ensino em relação à situação. A postagem dela viralizou rapidamente e foi assistida por milhões de internautas.

Na ocasião, a mulher fez um desabafo depois de ver o grande sofrimento do filho. A mãe ainda fez um apelo para a sociedade e mostrou os terríveis efeitos do bullying em uma criança que chega ao extremo de desejar a morte por causa do intenso sofrimento.

Publicidade

Com a grande visibilidade, Quaden, que é um garotinho descendente de povos nativos da Austrália, foi convidado a entrar em campo com o time de rugby do qual era muito fã. Além disso, Brad Williams, um comediante americano que também tem nanismo, se sensibilizou com a história e criou uma página de financiamento coletivo e conseguiu arrecadar 474 mil dólares para levar o pequeno australiano e sua família até a Disney.

Publicidade

Ao notar que a campanha superou muito o valor proposto inicialmente, eles tiveram a iniciativa de doar fundos para ONGs no país que apoiam jovens indígenas e pessoas com nanismo. Um dos ataques sofridos pelo garoto na web foi de um grupo que acusou Quaden de ter 18 anos, e alegou que a postagem teria sido feito somente com o intuito de ganhar dinheiro. A mãe fez questão de mostrar os documentos oficiais do filho para comprovar que ele realmente tinha 9 anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade