in

Auxílio emergencial movimenta deputados e deve preocupar Bolsonaro: ‘R$ 600 até dezembro’

Benefício deve ser prorrogado, mas ainda não se sabe por quanto tempo nem qual será o valor.

Flickr Alan Santos / Caixa

Os 63,5 milhões de brasileiros que recebem o auxílio emergencial estão na expectativa se haverá ou não novos pagamentos do benefício. O auxílio emergencial foi anunciado em abril. Inicialmente, o Governo Federal se dispôs a pagar R$ 200. Após discussão no Congresso Nacional, o valor foi elevado para R$ 600 por um período de três meses.

Publicidade

A última parcela está sendo paga neste mês de junho – exceto para aqueles que conseguiram aprovação para receber o benefício depois das primeiras parcelas já pagas. Agora, a discussão gira em torno da prorrogação ou não do auxílio e de qual será o valor das prováveis parcelas extras.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já disse mais de uma vez que deve haver prorrogação, mas que o valor não será de R$ 600. Nesta segunda-feira (22), o presidente afirmou que a União não aguentaria novas rodadas de R$ 600, que representariam R$ 50 bilhões aos cofres públicos.

Publicidade

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) compartilhou publicação de Jair Bolsonaro sobre o tema e chamou o presidente de mentiroso. Freixo afirmou que o valor do auxílio foi aumentado pelo Congresso. “E agora você está oferecendo só mais duas parcelas de R$ 300, debochando de milhões de famílias. Nossa proposta é pagar os R$ 600 pelo menos até dezembro”, escreveu Freixo.

Publicidade

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se manifestou à favor da extensão do auxílio por mais dois ou três meses, que se daria entre julho e setembro. Para que o auxílio tenha um valor menor do que os atuais R$ 600, o Governo Federal vai ter que enviar novo projeto ao Congresso.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!