in

Bolsonaro insiste em auxílio emergencial menor que R$ 600 e se dá mal em pesquisa

Pesquisa aponta que maior parte dos brasileiros vê o Congresso como responsável pelo auxílio e não o presidente.

Reprodução Globo / Caixa

As parcelas extras do auxílio emergencial devem gerar um novo embate entre Governo Federal e Congresso Nacional. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já afirmou que em sua opinião o auxílio emergencial deveria ser prorrogado por mais dois ou três meses no valor de R$ 600.

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é à favor da prorrogação do auxílio emergencial, mas não quer o valor de R$ 600. Bolsonaro voltou a falar sobre o assunto nesta segunda-feira (22), na inauguração do canal Agromais, do grupo Bandeirantes e mais uma vez deixou claro que é contra manter o auxílio em R$ 600.

“União não aguenta outro desse montante que por mês nos custa cerca de R$ 50 bilhões. Se o país se endividar demais, vamos ter problema”, afirmou o presidente, em entrevista dada após o evento de lançamento do novo canal. Bolsonaro disse ainda que a negociação será feita com a Câmara e com o Senado Federal.

Publicidade

Bolsonaro falou em um valor um pouco mais baixo do que os atuais R$ 600 e prorrogação de dois meses. “Talvez a gente suporte”, afirmou. Em maio, o presidente havia sido taxativo em entrevista à Jovem Pan: “Vai ter a quarta parcela, mas não de R$ 600”.

Publicidade

A defesa de Bolsonaro por um valor mais baixo é impopular. Em março, o Governo Federal havia falado em auxílio no valor de R$ 200, após negociação com a Câmara o pagamento subiu para R$ 600. Levantamento da Quaest Consultoria e Pesquisa mostra que o presidente tem se dado mal quando o tema é o auxílio emergencial.

Publicidade

De acordo com a pesquisa que entrevistou mil pessoas em todos os estados brasileiros, 50% dos brasileiros apontam o Congresso responsável pelo auxílio emergencial, enquanto apenas 37% apontam o presidente como a pessoa por trás do pagamento. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!