in

Coronavírus: estudo sugere que doença não é respiratória e expõe motivo

Alguns dos novos sintomas percebidos pelos especialistas têm ligação com problemas vasculares.

Divulgação/Metropoles

A pandemia do novo coronavírus tem interrompidos muitas vidas no mundo inteiro. Desde que começou na China no final de 2019, a doença se espalhou pelo planeta e vem crescendo vertiginosamente no Brasil. O número de mortos sobe a cada dia no país, deixando várias famílias de luto.

Publicidade

O novo coronavírus ainda é cercado de muitos mistérios e por isso os cientistas continuam estudando o perfil da enfermidade. Apesar de ter sido nomeado como um vírus respiratório, inclusive a sigla Sars-Cov-2, é uma referencia à síndrome respiratória aguda grave, alguns estudiosos acreditam que o vírus, na verdade, ataca os vasos sanguíneos e os problemas respiratórios seriam uma consequência.

Alguns dos novos sintomas que foram percebidos pelos pesquisadores são o entupimento de artérias, inchaço cerebral, infartos, AVC – Acidente Vascular Cerebral e problemas relacionados ao coração. O aparecimento de coágulos de sangue também se tornou algo comum. Nos Estados Unidos existe uma estimativa de 40% dos pacientes estejam desenvolvendo o problema.

Publicidade

Algumas unidades hospitalares já estão fazendo uso de medicação anticoagulante como parte do protocolo de tratamento para pacientes com Covid-19. Esse tipo de sintoma não foi registrado em outros coronavírus com o Mers e o Sars. Os relatos foram feitos pelos cientistas do Hospital Universitário de Zurique.

Publicidade

Os pesquisadores fizeram análise de alguns pacientes que testaram positivo para o coronavírus e também de indivíduos que não resistiram à doença e morreram. No estudo, foi encontrado células inflamatórias, coágulos nos vasos sanguíneos dos pulmões e indícios de que algumas das células também estava morrendo no fígado, intestino, coração. Isso pode ser detectado em todas as pessoas que participaram da pesquisa.

Publicidade

Com os dados obtidos durante a pesquisa, os profissionais acreditam que esses indícios demonstram que o coronavírus seria uma enfermidade vascular, já que ataca primeiramente os vasos sanguíneos do pulmão, causando assim os sintomas respiratórios.

Publicidade
Publicidade
Publicidade