in

TSE julga ações que pedem cassação da chapa de Bolsonaro nos próximos dias

Presidente e vice-presidente poderão ter chapas cassadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ficlkr Alan Santos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga, na próxima terça-feira (9), duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes), que pedem a cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de seu vice, o general Hamilton Mourão. Estarão em julgamento supostas irregularidades na campanha de 2018.

Publicidade

As ações foram apresentadas por Marina Silva e por Guilherme Boulos, que concorreram contra Bolsonaro e afirmam que a chapa foi beneficiada com o ataque hacker, que ocorreu a um grupo do Facebook na época das eleições. O grupo “Mulheres unidas contra Bolsonaro” foi atacado e o nome foi alterado para “Mulher com Bolsonaro #17”. Mensagens de apoio ao então candidato também foram postadas.

À época, Bolsonaro postou uma mensagem em seu Twitter, agradecendo às mulheres pelo apoio. O candidato usou uma foto da página para ilustrar o tuíte. Essa informação foi colocada no processo como indício de que Bolsonaro poderia ter participado do episódio ou, pelo menos, sabia do ataque à página.

Publicidade

As chances de condenação parecem ser pequenas. Em novembro do ano passado, o relator, ministro Og Fernandes, votou pelo arquivamento. O ministro Edson Fachin pediu vista e o julgamento foi adiado. Luís Roberto Barroso, atual presidente do TSE, agendou o julgamento para terça.

Publicidade

O ministro Og Fernandes afirmou, em seu voto, que não há prova de que Bolsonaro participou do ataque. O ministro ainda disse também que a invasão ao grupo não teve poder para alterar o resultado da eleição no Brasil. Bolsonaro foi eleito em setembro de 2018 com 57 milhões de votos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!