in

Cadáver ‘dá tchauzinho’ para familiares antes de ser enterrado e imagem intriga web

A cena assustadora ocorreu na Indonésia, no dia 5 deste mês. As imagens repercutiram nas redes sociais.

Divulgação/Extra

A perda de um ente querido é um momento muito delicado. Não é fácil lidar com a morte, principalmente quando é algum familiar. O mundo vem enfrentando uma situação difícil com a pandemia do novo coronavírus. Por causa da doença, muitas localidades estão em quarentena.

Publicidade

Em meio à pandemia que assola o mundo, um vídeo curioso tem chamado a atenção dos internautas e intrigado a todos que assistem. O sepultamento de um cristão em Manado, localizado em Sulawesi do Norte, na Indonésia, foi marcado por uma situação bem estranha.

O enterro aconteceu na última semana, e o vídeo que circula na web mostra muitos parentes do falecido em volta do caixão. O religioso, que fazia a cerimônia de despedida, lia uma passagem bíblica. A citação está no Livro de Apocalipse e diz: “Deus disse no Livro de João: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá”.

Publicidade

A passagem é um alento, principalmente para o povo cristão, que crê que existe uma vida após a morte. No entanto, o que chamou atenção foi que, nesse momento, cadáver teria acenado, sendo possível ver pelo vidro na parte superior da urna funerária. Uma pessoa que estava no local registrou tudo e a cena viralizou nas redes sociais.

Publicidade

Não é possível saber se os familiares do falecido perceberam a suposta movimentação que aconteceu no interior do caixão durante o sepultamento. Não há informação sobre o que teria provocado a morte. Na web, muitos internautas estão supondo que o homem ainda estaria vivo e que poderia ter tentado abrir o caixão. Já outros, acreditam que não seria a mão do falecido, mas sim um rato.

Publicidade

Muitas teorias tomaram conta da rede, mas a probabilidade é que o movimento tenha sido causado pelo rigor mortis, que é mudança bioquímica nos músculos, causando um endurecimento dos músculos do cadáver e impossibilidade de mexê-los ou manipulá-los, ou por mudanças que acontecem nos ligamentos no processo de decomposição.

Publicidade
Publicidade
Publicidade