in

Moro ironiza argumentos de Bolsonaro para ‘vídeo comprometedor’

Moro teria ironizado argumentação do presidente sobre possível ‘vídeo comprometedor’ de interferência na PF.

Reprodução: Folha/UOL

A política anda tensa no Brasil e, para piorar a situação, bem em meio à crise causada pelo novo coronavírus, que já garante ao país o sétimo lugar no ranking mundial em número de casos confirmados, atingindo o triste quantitativo de quase 13 mil mortos, ultrapassando até mesmo a China, onde tudo começou.

Publicidade

Agora, além dos problemas causados pela Covid-19, há também um possível “vídeo comprometedor” envolvendo o atual presidente da República, Jair Bolsonaro. O vídeo em questão foi citado pelo ex-Ministro da Justiça, Sérgio Moro, que, ao deixar o cargo, fez graves acusações contra o presidente, culpando-o de tentar interferir no comando da PF para proteger familiares e amigos de possíveis investigações. 

Em sua defesa, sobre o vídeo que cita uma reunião ministerial ocorrida no dia 22 de abril, Bolsonaro garante que não se referia ao trabalho da Polícia Federal em investigar sua a familía, mas, sim, teria compartilhado de sua preocupação com a integridade física dos mesmos, temendo possíveis atentados contra eles. Vale lembrar que Bolsonaro foi vítima de um atentado contra sua vida durante as campanhas eleitorais.

Publicidade

Sérgio Moro, no entanto, não perdoou a justificativa de Bolsonaro e, em uma conversa com amigos, teria sido irônico frente ao argumento do ‘ex-patrão’. O ex-ministro teria dito que, se Bolsonaro estivesse mesmo preocupado com a segurança dos herdeiros, o certo teria sido ameaçar demitir o general Heleno, que é chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República) ou até mesmo Alexandre Ramagem, o diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) que quase virou diretor-geral da PF.

Publicidade

Bolsonaro, no entanto, em post feito por ele mesmo em sua rede social Twitter, não parece se preocupar com o conteúdo do vídeo, com o qual, segundo ele, teria “Zero preocupação”, uma vez que ele nada tem a esconder.

Publicidade

“Qualquer parte do vídeo que seja pertinente ao inquérito, da minha parte, pode ser levado ao conhecimento público”, afirmou o presidente aos seus seguidores. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Dayrell

Sócio-fundador do i7 Network. Tenho a profissão de jornalismo como uma paixão e estou sempre em busca de constantes melhorias nos conteúdos que escrevo, estando eles, principalmente, entretenimento, esportes e curiosidades. Meu contato: mdayrell07@gmail.com