in

O vídeo citado por Moro e a notícia que coloca Bolsonaro de vez em maus lençóis

Troco todo mundo da segurança. Troco o chefe, troco o ministro”, disse Bolsonaro, de acordo com o relato obtido pela TV Globo.

UOL

Uma verdadeira bomba foi divulgada na tarde de hoje em todos os principais portais de notícias do Brasil. Após Moro pedir demissão do cargo de ministro da Justiça, ele prestou um depoimento na Polícia Federal de Curitiba para falar sobre as sérias acusações que fez sobre o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante o seu último pronunciamento ainda no cargo.

Publicidade

Uma das acusações de Moro sobre o presidente é sobre o suposto interesse de Bolsonaro em trocar o comando da PF do Rio, além de pedir informações sobre inquéritos que envolvem seus filhos Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro.

No depoimento, Moro citou um vídeo que mostraria a veracidade da sua acusação. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello determinou no último dia 27, a instauração de inquérito para investigar declarações feitas pelo ex-ministro contra o presidente. A Advocacia-Geral da União (AGU) enviou as imagens na noite desta sexta-feira, 8. Celso de Mello pediu sigilo da gravação até que o procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifeste sobre a possibilidade do vídeo ser divulgado.

Publicidade

Investigadores afirmam que Bolsonaro citou proteção aos filhos em reunião com ministros 

Quatro fontes que assistiram nesta terça-feira (12) ao vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril revelaram parte do conteúdo. De acordo com as fontes, Bolsonaro menciona na reunião que não quer os “familiares” prejudicados. “Não vou esperar f… alguém da minha família. Troco todo mundo da segurança. Troco o chefe, troco o ministro”, de acordo com o relato obtido pela TV Globo.

Publicidade

Bolsonaro também teria pedido a cabeça do diretor da PF e ameaçou demitir Moro pra proteger filhos e aliados.

Publicidade

Além disso, Bolsonaro teria chamado Dória de bosta e o governador do Rio, Witzel, de estrume. Também no vídeo, Weintraub pede cadeia pra ministros do STF e Damares sugere prisão de prefeitos e governadores.

As fontes avaliaram que o conteúdo é devastador para o presidente, pois estaria claro a intenção do presidente da República de interferir na Polícia Federal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.