in

Tristeza: grávida morre de Covid-19 sem conhecer o filho após parto de emergência

A mãe da carioca desabafou a respeito do atendimento médico do hospital.

G1

O surto de Covid-19 no Brasil tem alcançado números altíssimos. As secretarias estaduais de Saúde confirmaram no país 172.162 casos do novo coronavírus, além de 11.978 mortes em decorrência da doença, preocupando a população.

Publicidade

Entre os casos recentes de óbitos por coronavírus está o da grávida Aline Cristina de Oliveira, que tinha 35 nos de idade. A mulher estava com sete meses de gestação e já tinha uma filha de 13 anos. Com sintomas de Covid-19, ela foi levada ao Hospital Federal de Bonsucesso, que fica localizado no Rio de Janeiro.

Aline foi internada e teve que passar por um parto de emergência. Ela realizou exames para o coronavírus e testou positivo. Infelizmente, a carioca não conseguiu chegar a ver o rosto do filho. A mãe da mulher falou a respeito do caso e se mostrou insatisfeita com a falta de informações dos médicos.

Publicidade

Eles só me passavam que ela estava ‘em estado grave’. Eu perguntava da saturação, ‘não sei”; do pulmão, ‘não sei’; de remédios, ‘não sei’. Para mim, não foi o suficiente”, disse a técnica de laboratório Martha Cristina Bezerra de Oliveira, mãe de Aline.

Publicidade

No dia 16 do mês passado, a vítima havia se deslocado ao hospital para a realização de um exame de ultrassom. Quando os profissionais que a atenderam suspeitaram que ela estava com coronavírus, acharam que seria melhor interná-la.

Publicidade

Infelizmente, mesmo após receber os cuidados médicos, Aline não conseguiu resistir depois que seu quadro de saúde ficou mais grave. Emocionada, a Martha conta que Aline tinha um sonho de conseguir comprar uma casa e realizar uma festa de debutante para sua filha, quando completasse 15 anos.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.