in

Lula é condenado a 17 anos e só não volta para a cadeia por causa do STF

Ex-presidente da República foi condenado mais uma vez e só não vai preso por decisão do STF.

Partido dos Trabalhadores

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 17 anos e mês de prisão na tarde desta quarta-feira (6), após julgamento realizado pela oitava turma do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4). Esta turma é responsável pelos julgamentos dos casos no âmbito da Operação Lava Jato.

Publicidade

Na primeira instância, o ex-presidente havia sido condenado a 12 anos e 11 meses. Os desembargadores da segunda instância entenderam que a pena deveria ser aumentada e a aumentaram para 17 anos. Esta é a segunda condenação de Lula na segunda instância e diz respeito ao Sítio de Atibaia.

Em abril de 2018, o petista foi preso pela condenação no caso do Tríplex do Guarujá. Ele ficou detido na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, até novembro, quando decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu prisão em segunda instância. Essa decisão do STF beneficia Lula agora.

Publicidade

O ex-presidente não será preso e a defesa do condenado entrará com recurso. Em nota, a defesa de Lula criticou a realização do julgamento virtual feita pelo TRF-4. Não houve transmissão online do julgamento que terminou pouco antes das 15h e o acórdão com a descrição do voto de cada desembargador ainda não foi publicado.

Publicidade

“Assim que os votos proferidos no julgamento virtual forem disponibilizados na plataforma do TRF4 definiremos o recurso que será interposto para reverter essa absurda condenação”, afirmou Cristiano Zanin Martins, advogado de Lula. Nas redes sociais, muitos internautas têm comentado sobre a condenação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!