in

Tristeza: morre enfermeira após pegar Covid-19 e não conseguir respirador

Ela chegou a ser transferida de unidade de saúde, mas não conseguiu resistir.

Polêmica Paraíba

No Brasil, o novo coronavírus, que provoca a Covid-19, acometeu mais de 100 mil pessoas, entre crianças, jovens e idosos. A doença, que pode ser facilmente transmitida pelo contato físico com pessoas infectadas, matou um número superior a 7 mil brasileiros, o que tem causado pânico em várias cidades do país.

Publicidade

Uma das vítimas fatais mais recentes do novo coronavírus foi Marluce Barcelos Gomes, uma enfermeira que trabalhava no Hospital do Andaraí, que fica localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro. O falecimento da profissional foi constatado no último domingo (03/05).

Marluce tinha 72 anos de idade. De acordo com familiares, ela apresentou sintomas leves do coronavírus, como dor de garganta. Levada ao hospital onde prestava serviços, ela não conseguiu um aparelho para auxiliar na respiração, o que é essencial em casos de Covid-19.

Publicidade

Por causa da escassez de aparelhos respiratórios em meio à pandemia, Marluce foi transferida para uma unidade de saúde de Niterói. Com o passar dos dias, o estado de saúde da enfermeira começou a piorar e ela teve que ser levada para a entubação.

Publicidade

Infelizmente, a enfermeira não conseguiu resistir. Seu sepultamento ocorreu na última segunda-feira (04/05). Após a morte de Marluce, a Vara Federal determinou que todos os profissionais de enfermagem acima dos 60 anos ou que sejam integrantes de outros grupos de risco para o coronavírus fiquem afastados de funções que exijam contato direto com casos suspeitos ou confirmados da doença em unidades de Saúde da União.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.