in

PCdoB ‘culpa’ Bolsonaro pela morte de Flávio Migliaccio e tudo acaba mal para o partido

Post com link para texto foi publicado no Twitter, mas apagado após repercussão negativa.

Reprodução: Globo

A morte do ator Flávio Migliaccio está repercutindo nas redes sociais. O corpo do veterano da televisão brasileira foi encontrado em seu sítio, em Rio Bonito, no Rio de Janeiro, na manhã da segunda-feira (4). Migliaccio tinha 85 anos e deixou companheira, filhos e neto.

Publicidade

Ao lado do corpo do ator foi encontrado uma carta. Flávio Migliaccio tirou a própria vida. Nas redes sociais, famosos e anônimos lamentaram a morte do veterano. Migliaccio está no ar atualmente na reprise da novela Êta Mundo Bom, reexibida no Vale a pena ver de novo, na Rede Globo.

Entre os muitos comentários que foram feitos nas redes sociais, um que tem chamado muita atenção envolve o PCdoB. O partido político postou o link para um texto do site Vermelho, com título para lá de questionável em que dizia que o governo Bolsonaro levou o ator à morte. A repercussão foi tão negativa que o perfil do PCdoB apagou o post e pediu desculpas.

Publicidade

“Publicamos um link de um material jornalístico que não traduz nossa visão e nossa opinião sobre o falecimento do ator Flávio Migliaccio. Pedimos desculpas à família, amigos e todos que admiram o trabalho deste grande brasileiro que nos deixou”, afirmou o texto.

Publicidade

Apesar da exclusão do post, internautas tiraram print. “Lamentável, ‘explorar’ o falecimento dessa maneira. Meus sentimentos, à família. e fãs de Flávio Migliaccio”, escreveu um internauta. “Só alguém sem nenhum caráter para atacar a família de uma pessoa que acabou de falecer”, escreveu mais um internauta. Além do post, o texto também foi retirado do ar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!