in

Apresentador da Globo se revolta ao vivo contra Bolsonaro e se impõe de maneira histórica

Apresentador garantiu que não ia se calar e que só estava fazendo o seu trabalho.

Terra

O clima esquentou durante o jornal das dez da manhã da Globo News. José Roberto Burnier fez algo incomum em um telejornal. Ele usou um tempo do programa para responder pessoalmente a ataques do presidente da república, Jair Bolsonaro. Em uma atitude corajosa, José Roberto Burnier disse que não ia se calar. Tudo isso aconteceu após mais um dia em que Bolsonaro deu entrevista para jornalistas criticando jornalistas. 

Publicidade

Na porta do Palácio do Alvorada, Bolsonaro não gostou da capa de hoje da Folha de São Paulo, que falava sobre a alteração feita por ele na Polícia Federal. O presidente chamou o jornal de “canalha” e ao receber perguntas de repórteres mandou estes calar a boca. Isso apenas dois dias depois de manifestantes a favor do presidente agredirem fisicamente jornalistas do Estadão. 

Durante o telejornal no canal a cabo da Globo, Burnier foi cirúrgico contra o presidente. “Antes de encerrar, se me dão licença, eu vou mandar um recado ao sr. presidente Jair Bolsonaro”, disse ele, que na sequência se solidarizaria aos colegas do Estadão agredidos e da Folha de São Paulo, jornal chamado de “canalha” pelo presidente. 

Publicidade

“Me solidarizo e nós todos nos solidarizamos com nossos colegas jornalistas de Brasília que estão sendo diariamente achincalhados pelo presidente da República e pelos seus seguidores. Que eles (jornalistas) estão apenas cumprindo seu trabalho, estamos todos fazendo isso”, disse o apresentador. 

Publicidade

Para fechar, o âncora que no ano passado lutou contra um câncer garantiu que ele e os colegas  não iriam calar a boca. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.