in

Luan Santana encara a morte de perto, dentro de sua casa, e faz relato comovente

Por meio de suas redes sociais, o aclamado cantor comunicou aos seguidores o falecimento de seu cãozinho de estimação.

Globo/Reprodução

O cantor sertanejo Luan Santana está vivendo um momento muito difícil. Por meio de suas redes sociais, ele comunicou para os seguidores que o cãozinho de estimação, chamado Puff, havia falecido. Juntamente com a dolorosa notícia, o artista publicou um longo e emocionante texto, no qual deixou suas últimas homenagens para o grande companheiro.

Publicidade

Juntamente com um vídeo memorando alguns momentos marcantes de seu pet, Luan Santana recordou toda a trajetória na companhia de Puff durante os últimos 15 anos – tempo em que o animal conviveu com a família dentro de casa.

Logo que chegou ao novo lar, Puff ainda era manso, e demorou a latir, sempre resmungando pedindo colo para os seus donos. À medida que foi crescendo, o cãozinho se tornou um grande amigo da família, e sempre que alguém se aproximava de qualquer um deles, rosnava com muita raiva, demonstrando todo o carinho e zelo para com os seus donos.

Publicidade

View this post on Instagram

Ele demorou pra latir. No início era um resmungo agudo só pra pedir colo. Depois virou um apito fino pra demonstrar felicidade ao correr na grama. Mas com o tempo o latido dele vinha acompanhado de um rosnado pra proteger a gente quando alguém se aproximava, como quem diz: “Se afasta da minha família, aqui quem manda sou eu, cara”. Mas o Puff não tinha só esse lado anjo. Tinha temperamento forte e difícil de lidar, mas acho que era só o jeito dele de amar. De uns tempos pra cá seu latido foi ficando fraco porque a dor nas costas não deixava. Seus olhos foram perdendo o brilho e suas pernas vacilando. Hoje ele foi latir em outro lugar. Criou asas e voou pra longe de nós. Aquele floquinho de neve se transformou na alegria da casa e nos fez feliz por 15 anos. Puff, se fosse pra te dar um apelido seria “o cachorro que parecia mais gente que a gente”. Descanse em paz, meu amigo. Você tá latindo forte agora. Pelo menos eu ainda consigo ouvir.

A post shared by Luan Santana (@luansantana) on

Publicidade

Luan Santana se recorda ainda que a personalidade de Puff em alguns momentos era difícil de se lidar. Apesar de ter um lado anjo, por vezes tinha um temperamento forte. Entretanto, o cantor sertanejo acredita que esta era a inocente maneira do animal demonstrar todo o amor que guardava consigo para com os seus familiares.

Publicidade

“Aquele floquinho de neve se transformou na alegria da casa e nos fez feliz por 15 anos”, disse Luan Santana em um dos trechos da legenda. “Descanse em paz, meu amigo. Você tá latindo forte agora. Pelo menos eu ainda consigo ouvir”, finalizou o sertanejo, esbanjando carinho neste delicado momento.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com