in

Bolsonaro causa aglomeração em visita a posto de gasolina em Goiás

A presença do presidente causou aglomeração no local, ato que contraria as orientações da OMS.

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro visitou na manhã deste sábado (2) um posto de gasolina próximo a cidade de Cristalina, em Goiás. A presença de Bolsonaro causou aglomeração no local, ato que contraria as orientações de autoridades sanitárias para evitar o contágio do coronavírus, que tem infectado milhares de pessoas.

Publicidade

Bolsonaro tem se mostrado contra as medidas de isolamento social impostas pelos governos estaduais, que tem como objetivo diminuir a velocidade do contágio pelo vírus. Recentemente ele deu declarações apoiando a reabertura do comércio a fim de movimentar a economia.

Na manhã deste sábado, o presidente voltou a falar sobre a flexibilização do isolamento social, ressaltando que as pessoas devem utilizar máscara quando saírem de casa. “Vamos tomar cuidado e usar máscara“, disse Bolsonaro.

Publicidade

Apesar de lembrar sobre o uso de máscaras, o presidente utilizou o equipamento de proteção de forma errada, movendo-o para o pescoço, não protegendo o nariz e a boca. Além de utilizar o equipamento errado, Bolsonaro apertou a mão de diversos apoiadores durante a visita.

Publicidade

Vale lembrar que, segundo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), deve-se evitar ao máximo aglomerações e aperto de mãos. A organização recomenda também a utilização de máscaras sempre que for sair de casa, e quando for utilizar, evitar mexer no rosto para que não haja contaminação.

Publicidade

Após visitar o posto de gasolina, o presidente passou em uma cidade vizinha, rumo a Brasília, e cumprimentou alguns lojistas. Reforçando novamente a flexibilização do isolamento social..

Publicidade
Publicidade
Publicidade