in

Fumantes estão mais protegidos do coronavírus? Entenda

Estudo realizado na França aponta que os fumantes de cigarro podem estar mais protegidos; saiba porque.

BBC

O cigarro é considerado há muitos anos, como um inimigo da saúde dos seres humanos, ele é prejudicial para as pessoas que fumam, e para quem convive no ambiente do fumante e inala a fumaça produzida. Mas, um estudo está tentando comprovar que os fumantes são quase imunes aos sintomas da Covid-19. 

Publicidade

Fumantes estão mais protegidos do coronavírus? Entenda

Em meio a pandemia, muitos estudos estão sendo realizados para tentar mapear o vírus e como ele age nos seres humanos, em diferentes contextos e grupos. Um estudo realizado na França teria comprovado que fumantes são a minoria em relação ao número de internados em estado grave pelo coronavírus. Na França, um quarto da população adulta fuma. Existem atualmente 11.000 internados pelo coronavírus e apenas 8,5% desse total são fumantes. A suspeita é que a nicotina é a responsável por esse feito.

Um estudo realizado na China teve aproximadamente os mesmos resultados. Será que isso significa que o cigarro serve de proteção para o coronavírus? Pesquisadores franceses afirmam que sim, apesar de parecer controverso a todas as pesquisas sobre doenças respiratórias.

Publicidade

Os pesquisadores afirmaram que os fumantes não estão imunes de adquirir a doença, mas, os infectados que possuem histórico de uso de cigarros tem os sintomas amenizados na maioria das vezes, ou seja, ele contrai a doença mas não precisa ficar internado, pois, na maioria dos casos os sintomas mais graves não o atingem.

Publicidade

Estudo francês tenta comprovar isso

O governo francês ficou preocupado com a reação da população em relação a nicotina e decidiu proibir a venda do produto nas farmácias sem receita médica. Os estudos ainda estão sendo aprimorados, mas estão sendo realizados por pesquisadores de universidades renomadas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.