in

Grupo de apoiadores de Bolsonaro agride enfermeiros que lutam contra coronavírus

Profissionais de saúde se manifestaram em homenagem a colegas mortos pela Covid-19, quando foram agredidos.

O Globo

O coronavírus tem exposto todos os brasileiros ao perigo da doença. No entanto, nenhuma categoria é mais afetada, é claro, do que a de profissionais de saúde. Nesta sexta-feira, 1 de maio, um grupo de enfermeiros foi até Brasília, onde fizeram um protesto pelos colegas mortos. Eles defendiam o isolamento e lembravam que, ao relaxar a quarentena nesse momento, o número de mortos se multiplicaria ainda mais rápido.

Publicidade

O protesto acontecia de maneira pacífica e segura. Os enfermeiros mantinham distância um dos outros e usavam máscaras. No entanto, um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que é contra a quarentena, agrediu verbalmente esses profissionais. É o que mostra uma matéria do jornal carioca O Globo. 

Cada enfermeiro segurava uma cruz homenageando médicos e outros profissionais que morreram. Eles também estavam com uma faixa pedindo para que as pessoas ficassem em casa. Pouco depois do protesto começar, no entanto, um pequeno grupo que usava verde e amarelo e gritava expressões a favor de Bolsonaro começou a atacar esses profissionais. 

Publicidade

Uma senhora, que está no grupo de risco da doença, chegou a se enrolar em uma bandeira do Brasil e disse que estava lutando pelo país. A idosa garantiu ainda que o povo sem trabalhar não tinha salário e que uma das mulheres não teria tomado banho. 

Publicidade

“vocês querem passagem para Venezuela e para Cuba? (…) Quando a gente sente o cheiro da pessoa, não passa um perfume, a gente entendo o que você é“, disse a senhora. Outro chamou o grupo de enfermeiros de “esquerdopatas”.

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.