in

Bonner revolta apoiadores após mostrar que Brasil estaria contra Bolsonaro

Na edição do Jornal Nacional, o editor-chefe colocou uma pesquisa do Datafolha e foi muito criticado.

Fotomontagem: Bruno Avila/ Reprodução: TV Globo / UOL

O Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão, comandado pelo editor-chefe e âncora, William Bonner, mostrou uma estatística que deixou muitas pessoas revoltadas.

Publicidade

Uma pesquisa efetuada pelo Datafolha mostraria ao lado de quem estariam os brasileiros em relação à briga pública entre o ex-ministro Sérgio Moro e o presidente Jair Messias Bolsonaro.

Publicidade

Publicidade

A estatística mostrava que 52% das pessoas entrevistadas acreditavam que Sérgio Moro estaria certo em relação ao desentendimento. E, somente 20% das pessoas estariam acreditando que Bolsonaro estaria falando a verdade durante seu discurso para explicar o pedido de demissão do ex-ministro.

Publicidade

Nas respostas também havia a opção dos dois estarem certos, mas somente 3% assinalou a alternativa. A opção “nenhum dos dois” foi marcada por 6% dos entrevistados e os que “não sabem” representaram 19%.

A pesquisa continua mostrando uma boa aprovação da administração de Sérgio Moro no Ministério da Justiça e Segurança Pública, e uma visão pessimista do brasileiro em relação ao combate à corrupção.

Logo, Bonner e o Jornal Nacional sofreram o duro castigo de uma grande represália nas redes sociais. Apoiadores de Bolsonaro começaram a fazer críticas de maneira expressiva.

Muitas pessoas questionaram o fato de não terem sido e não conhecerem alguém que tenha sido entrevistado pelo instituto de pesquisa.

A represália também se dá por causa de uma suposta ‘perseguição’ que eleitores de Bolsonaro acreditam que a Globo teria com o presidente da República. A emissora, entretanto, firma seu compromisso com a parcialidade ao noticiar fatos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com