in

Reviravolta no caso Ísis Helena: mãe diz que foi ameaçada por policiais e que não matou bebê

Record / Montagem

O desaparecimento da menina Ísis Helena acabou gerando grande repercussão em todo o país. Nessa semana, a mãe da menina, a jovem Jennifer Natalia Pedro, de 21 anos, foi presa acusada de desaparecer com o corpo da filha, após ela morrer em casa. A informação foi contada pela polícia de São Paulo. No entanto, na noite desta terça-feira, 21 de abril, o caso acabou tendo uma grande reviravolta. 

Publicidade

Isso porque como mostra uma matéria do portal de notícias R7, Jennifer nega que tenha confessado qualquer crime. Em um áudio enviado à mãe de Jenifer e mostrado pelo advogado de defesa da presa, ela nega o crime contra a bebê Ísis Helena. De acordo com informações de Jenifer, ela teria apenas dito tudo isso apenas por coação.

A mãe de Ísis Helena diz no áudio que foi ameaçada pelos policiais a contar a história que a levou a prisão. No depoimento oficializado pela polícia, Jenifer garante que após a filha morrer, teria jogado o corpo de Ísis Helena em um rio e ainda esperado a criança desaparecer com a correnteza do rio. 

Publicidade

Após o depoimento em torno do caso Ísis Helena, a polícia, a guarda municipal e o corpo de bombeiros de São Paulo fazem buscas na região do rio. No entanto, até o momento, o suposto corpo de Ísis Helena não foi encontrado pelas autoridades. 

Publicidade

“Mãe, me perdoa pelo que vou fazer [assumir a culpa], mas não tive muita escolha. Fica com Deus, cuida bem do Anthony. Quando puder, vou cuidar dele. Não tive outra escolha. O seu João [Pelisser, advogado] sabe o porquê. Mas é que, se eu não assumir, posso morrer dentro da cadeia”, diz Jenifer no áudio. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.