in

Questionado sobre mortes por Covid-19, Bolsonaro dispara: ‘Não sou coveiro, tá?’

G1

Com o aumento do número de mortes provenientes da pandemia do coronavírus, o presidente Jair Messias Bolsonaro é constantemente indagado pela imprensa, sobre situações recorrentes da crise causada pela doença, o que faz com que as respostas sejam em certas ocasiões polêmicas.

Publicidade

Na tarde de ontem (20), o presidente resolveu conversar com apoiadores e jornalistas que se encontravam na entrada do Palácio da Alvorada, momento em que Bolsonaro fez uma declaração polêmica durante a pergunta de um profissional da imprensa que se encontrava no local.

A pergunta consistia em tentar descobrir sobre o posicionamento do governante em relação ao número de mortes que haviam sido causadas pela Covid-19, porém o presidente logo interrompeu o questionamento do repórter e respondeu de maneira direta disparando a polêmica frase: “não sou coveiro, tá?”.

Publicidade

Bolsonaro, ainda fez outro comentário pela manhã sobre a pandemia, quando afirmou que cerca de 70% da população brasileira irá contrair o vírus, portanto, segundo ele não há necessidade de não querer correr risco.

Publicidade

Ele finalizou dizendo que muitas pessoas levaram o pavor para o público e que a situação não é como foi divulgada anteriormente pela “mídia tendenciosa”, sendo que as pessoas estão começando a ver o que realmente está acontecendo em nosso país.

Publicidade

Vale lembrar, que o presidente do Brasil já havia dado declarações polêmicas em relação ao caso no último dia 29, quando chegou a dizer que “todos vamos morrer um dia” e que era preciso lidar com a situação como “homens”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade