in

Índio de 15 anos morre após contrair coronavírus

Fotomontagem: i7 Network

Morreu na noite desta quinta-feira, 9 de abril, um índio de apenas 15 anos. Trata-se de Alvanei Xirixana, que nasceu na aldeia Rehebe, dentro da Terra Indígena Yanomami. O jovem havia sido diagnosticado com a doença Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Publicidade

O índio ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Geral de Roraima (HGR), em Boa Vista. Alvanei havia testado positivo para a doença causada pelo novo coronavírus e somente na contraprova que foi diagnosticada infecção pelo vírus.

Desde o dia 3 abril, o índio estava na UTI. Ao chegar no hospital, Alvanei já apresentava um estado preocupante. Os sintomas do adolescente eram falta de ar, dor no peito, dor de garganta e febre.

Publicidade

Por mais que tenha sido criado em uma aldeia, Alvanei estava residindo na cidade de Alto Alegre, com intuito de estudar. Em uma foto, o jovem aparece com um boné do São Paulo Futebol Clube, portanto parecia ser um torcedor assíduo do Tricolor.

Publicidade

No estado de Roraima, foram registrados 63 casos e a primeira morte havia sido registrada no último dia 3 de abril. Se tratava de um idoso de 60 anos. Agora, Alvanei entra na estatística. Entretanto, o Ministério da Saúde nega ter recebido informações sobre a morte do garoto e diz que não há registro de mortes indígenas pelo novo coronavírus.

Publicidade

Houve uma denúncia do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e do Instituto Socioambiental (ISA) para que houvesse uma investigação, pois estes institutos afirmam que poderiam haver mais mortes de indígenas pelo novo coronavírus.

O Ministério Público Federal (MPF) declarou que irá investigar os casos de outras duas mortes suspeitas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com