in

Ela é o pai. Ele é a mãe. Eles vão ter um bebê, que não será nem menino ou menina

UOL / Reprodução

A bailarina Danna Sultana, de 35 anos, e o seu companheiro, Esteban Landrau, de 32 anos, estão grávidos. Tudo seria mais um evento normal, se não fosse uma situação única que vive o casal. Ela é o pai e ele é a mãe da criança. Esteban está grávido do bebê, enquanto sua esposa é o pai da criança. O filho do casal transgênero ainda não teve o sexo revelado. Por isso, o nome do bebê é neutro, Ariel.  

Publicidade

Danna nasceu menino, mas ao longo da vida se identificou com o gênero feminino, enquanto o seu marido viu situação completamente diferente. Estaban nasceu menina e, ao longo da vida, identificou-se como homem. O casal, que pretende criar o filho sem qualquer sexo definido, garante que vai respeitar apenas a necessidade da criança. Ou seja, conforme ela se identificar com o crescimento, ela será tratada. 

O casal também não está preocupado com possíveis julgamentos de terceiros. Danna, que nasceu na Colômbia, falou com o UOL sobre a sua situação e como foi enfrentar a vida sendo trans. As brigas eram constantes com sua família.

Publicidade

“Deixei a Colômbia porque meu país não respeita as pessoas transgênero, mas nunca fui agredida por causa disso. O medo é frequente, mas o mais importante agora é tornar esse medo de todas as pessoas transgênero visível”, disse ela, que ficou conhecida por imitar grandes celebridades da música, como a cantora Britney Spears.

Publicidade

Já Esteban chegou a participar dos jogos Pan-Americanos como mulher, mas nunca se identificou com o sexo feminino. Ele encontrou na companheira o seu refúgio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.