in

Antes de morrer com Covid-19, técnica em enfermagem fez triste apelo aos brasileiros

Fotomontagem: Bruno Avila / Arquivo Pessoal / AHPACEG

A Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado de Goiás (AHPACEG) confirmou mais uma morte em Goiás. Adelita Ribeiro foi a terceira a morrer no estado. A técnica em enfermagem e laboratório do Hospital do Coração de Goiânia tinha 38 anos e não tinha histórico de doenças preexistentes.

Publicidade

Se tratava de uma pessoa saudável, e foi o que mais surpreendeu as pessoas próximas. O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), se pronunciou nas redes sociais e emocionou com seu discurso sobre a morte de Adelita.

Uma heroína que perdeu a vida para salvar vidas“, escreveu Caiado, no início de seu texto. Outro fato que surpreendeu muito foi um pedido aos brasileiros que Adelita fez antes de saber que estava com Covid-19.

Publicidade

Estamos aqui por você. Fique em casa por nós“, dizia a campanha que a técnica em enfermagem participou. Na foto, Adelita ficou com a palavra ‘nós’ e um coração, sendo a última de todas.

Publicidade

View this post on Instagram

Uma heroína que perdeu a vida para salvar vidas. A luta de Adelita Ribeiro, técnica de enfermagem e laboratório, morta aos 38 anos, vítima do coronavírus, jamais será esquecida pelo Estado. Essa é minha palavra como governador de Goiás. E ela fez campanha de alerta para que as pessoas fiquem em casa enquanto milhares de profissionais de diversas áreas, assim como ela, estão na linha de frente em defesa dos goianos. Expostos a riscos, longe de seus familiares, pensando em ajudar a quem precisa. Cumprindo um juramento de salvar vidas. Ela não tinha qualquer comorbidade (doenças que são consideradas fator de risco quando associada ao Covid-19, como cardiopatia, diabetes, entre outras) e perdeu a vida diante de um vírus que mata, independentemente de idade. Gente, vamos seguir as orientações. Fiquem em casa. Pensem e respeitem o próximo. Só vamos vencer este momento se estivermos juntos. Que Deus conforte os familiares e amigos.

A post shared by Ronaldo Caiado (@ronaldocaiado) on

Publicidade

Adelita descobriu que estava com Covid-19 nesta sexta-feira, 3 de abril. Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Adelita chegou a apresentar melhoras, porém faleceu neste sábado, 4 de abril.

A última vez que os pais idosos de Adelita a viram foi no dia 30 de março. Os mesmos acompanharam o enterro da filha a 20 metros de distância. A recomendação é essa por não saber como o vírus se comporta em pessoas já mortas e se pode ser transmitido depois do falecimento,

O casal de idosos Ataliba Ribeiro de Oliveira e Nair Luciano da Silva Oliveira, com idade superior a 65 anos, pertencem ao grupo de risco. Vale frisar que eles estiveram na casa da filha durante o período sem sintomas da doença e podem ter sido contaminados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com