in

Pedófilo que abusou de menino é solto para se proteger contra coronavírus

RIC MAIS

Um homem de Massachusetts, nos Estados Unidos, condenado por abusar repetidamente de um garoto de 12 anos foi libertado da prisão na sexta-feira, 3 de abril. O motivo tem gerado grande indignação em todo o mundo, virando notícia até aqui no Brasil. O motivo para sua soltura é porque ele sofre de condições de saúde que podem torná-lo vulnerável ao coronavírus, de acordo com novos relatórios.

Publicidade

O coronavírus, como se sabe, já infectou oficialmente mais de 300 mil pessoas só nos Estados Unidos, onde o número de mortes já passou da quantia dos milhares. Glenn Christie, 54 anos, que usa cadeira de rodas, foi ordenado a ser libertada do Centro de Tratamento de Massachusetts pela juíza Heidi Brieger da Corte Superior.

No entanto, ele precisa cumprir alguns requisitos para que sua liberdade seja contínuo. Uma das condições é que Christie teste negativo para Covid-19, do contrário, ele continuaria preso.. Christie também sofre de doença renal e uma condição chamada estenose espinhal. Foi essa a condição que o deixou sem andar. 

Publicidade

Após a decisão de quarta-feira, o advogado de Christie, David Rangaviz, twittou: “Estou cautelosamente otimista de que o tribunal o verá como um exemplo perfeito do tipo de pessoa vulnerável que precisa ser libertada”.  Entretanto, desde que a liberdade do homem foi confirmada, muitas pessoas tem argumentado na internet de que isso é um  absurdo. 

Publicidade

No Brasil, vale lembrar, não há decisões parecidas entre os presos daqui. No entanto, existe um temor de que a Covid-19 possa fazer vítimas em massa nas cadeias. Isso acontece porque a maioria dos presídios estar super lotada e boa parte dos detentos tem problemas de saúde. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.