in

Drauzio Varella manda duro recado a povo brasileiro: ‘Esqueça sua vida normal’

Reprodução/Globo

A pandemia do coronavírus vem fazendo vítimas no mundo todo, e no Brasil não é diferente. O número de casos confirmados em todo o planeta já ultrapassou a casa do milhão, sendo que 7.910 desses casos são de brasileiros infectados. Número ainda bem inferior ao de outros países como Estados Unidos (236 mil), Itália (115.242), Espanha (110.238) e Alemanha (84.600).

Publicidade

No entanto, o que preocupa os especialistas daqui é o fato de que mesmo esses países sendo verdadeiras potências no mundo, não estão dando conta de conter o avanço do vírus e estão enfrentando o colapso de seus sistemas de saúde. 

Esse também é o medo do Doutor Drauzio Varella, que no início do ano gravou um vídeo para o Fantástico, dizendo para a população não se preocupar pois na maioria dos casos os sintomas não seriam semelhantes a um resfriado. Essa fala do doutor foi até usada pelo presidente Bolsonaro em um recente pronunciamento à televisão em que pedia o fim do isolamento e a reabertura do comércio em geral. 

Publicidade

Drauzio parece ter mudado de ideia após ver o estrago que a Covid-19 vem fazendo nos países considerados ricos. O médico acredita que a população irá pagar o preço da desigualdade social que há no Brasil e que a passagem do vírus por aqui pode ser terrível.

Publicidade

Tínhamos visão benigna da epidemia, mas estamos numa situação de guerra. Esquece a vida normal, ela não vai existir por muito tempo. Não vai ser normal porque não poderá ser”; disse o médico nessa quinta feira (02/04) em um debate promovido pelo portal UOL. 

Publicidade

Drauzio ainda fez questão de lembrar que o Brasil está pagando o preço de ter feito inúmeros estádios para a Copa do Mundo de 2014 ao invés de ter construído hospitais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com