in

Luto: coronavírus mata grande cantor; ele partiu muito jovem

G1 /Foto Ilustrativa

O luto é um sentimento difícil de se  lidar para todas as famílias. Adam Schlesinger, um aclamado cantor e compositor das bandas Fountains of Wayne e Ivy, que teve uma segunda carreira premiada escrevendo músicas para cinema, teatro e televisão, morreu na quarta-feira em Poughkeepsie, no estado de Nova York. nos Estados Unidos. Ele tinha apenas 52 anos de idade.

Publicidade

A causa foi complicações do coronavírus, segundo sua família.
De acordo com o jornal “New York Times”, a notícia caiu como uma bomba no país. Os Estados Unidos já tem mais de quatro mil mortes por conta da Covid-19. 

Relembre a carreira de Adam Schlesinger, vítima do coronavírus

Veja abaixo uma foto desse cantor, que fará muita falta diante da sua fama e talento:

Publicidade

Em Fountains of Wayne, iniciado em 1995, Schlesinger e Chris Collingwood aperfeiçoaram uma forma novelística de pop-rock humilde em um estilo derivado dos grupos Kinks e dos anos 1970, como Big Star e the Cars. 

Publicidade

Eles escolheram o norte de Nova Jersey e bairros próximos a Manhattan como território temático, descrevendo a vida de compradores de shoppings suburbanos, preguiçosos da geração X e bandas de covers do mercado em músicas como “Hackensack” e “Red Dragon Tattoo”. 

Publicidade

Adorado pela crítica, o Fountains of Wayne – no qual Schlesinger tocou baixo e Collingwood tocou guitarra e cantou vocais – tornou-se o favorito do culto, mas teve vendas modestas de discos. Seu momento mais famoso aconteceu em 2003 com “Stacy’s Mom”, uma faixa de novidade sobre um adolescente apaixonado pela mãe de uma amiga. Com um vídeo ousado com a supermodelo Rachel Hunter, a música chegou ao número 21 na parada Hot 100 da Billboard.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.