in

Morre a mais nova vítima do coronavírus no Brasil e última conversa com irmão é comovente

Reprodução/Arquivo Pessoal

O novo coronavírus se impôs como uma das maiores epidemias que já aconteceram no Brasil. A doença Covid-19 costuma fazer vítimas em quadros de riscos, como pacientes com doenças preexistentes e idosos.

Publicidade

Um jovem de apenas 23 anos faleceu em decorrência do novo coronavírus em Natal, no Rio Grande do Norte. Ainda não havia sido registrada uma morte de alguém tão jovem no Brasil. Matheus Aciole foi o segundo a morrer por Covid-19 em seu estado.

A morte foi confirmada nesta terça-feira, 31 de março, pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal. Matheus estava internato na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital potiguar.

Publicidade

O rapaz procurou médicos no último dia 24, quando apresentava sintomas leves da doença, entre eles dor de garganta e febre baixa. Matheus foi medicado e retornou à sua residência, com a recomendação de ficar em isolamento.

Publicidade

Após dois dias, Matheus sentiu o grave sintoma de dificuldade respiratória e foi internado. Logo o jovem foi diagnosticado com Covid-19. Matheus apresentava pré-diabetes e um certo grau de obesidade.

Publicidade

Última conversa com o irmão foi comovente

Maxwell Aciole, irmão de Matheus, disse que a mais jovem vítima brasileira do novo coronavírus era uma pessoa “alegre, simpática e de muitos amigos” e que teria vivido a vida “intensamente“.

Maxwell contou que o irmão pulava três blocos de Carnaval no mesmo dia e não perdia uma festa. “Gostava de forró“, disse o irmão de Matheus.

Ele me disse que estava bem. Achava que ia sair da UTI“, contou Maxwell sobre a última conversa que teve com o irmão, no sábado, 28 de março.

Os irmãos tinham conversado por telefone durante a parte da manhã, posteriormente o irmão mais velho Maxwell enviou mensagens, mas o celular de Matheus descarregou e logo ele foi levado à UTI, onde ficou até sua morte.

Matheus Aciole era formado em Gastronomia, cursava o terceiro período de Nutrição, estava empolgado com o curso e sonhava em abrir uma doceria com “doces finos“. Atualmente, o rapaz trabalhava na loja de bolos da família.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com