in

Governo brasileiro quer informais para ‘fiscalizar idosos’ nas ruas; saiba como

UOL

Um dos grandes desafios do governo brasileiro em meio à quarentena são os idosos. Muitos não estão obedecendo as restrições sugeridas pelo Ministério da Saúde e saindo às ruas. Alguns mais na cara de pau, apenas para bater perna, como conversar com o vizinho e outros até arrumando estratégias, como ir mais de uma vez no mercado, comprando menos itens do que se necessita para uma semana, por exemplo. 

Publicidade

Pensando nisso, o governo que chegou a sugerir o chamado “isolamento vertical”, onde idosos e grupos de risco ficariam confinados, agora já não só trabalha novamente com o “isolamento horizontal”, como também quer que aja fiscalização dessas pessoas do grupo de risco. 

De acordo com informações do portal de notícias UOL, existe um plano do governo federal para contratar trabalhadores informais. Esses, por sua vez, trabalhariam como fiscais nas ruas. A principal ideia é que essas pessoas atuem na própria comunidade como promotores de saúde. 

Publicidade

Com isso, eles falariam sobre os cuidados para evitar o coronavírus e também orientariam os idosos a voltarem para suas casas. Caso exista uma insistência desses idosos, esse promotor de saúde é orientado a insistir e levar o idoso até sua casa. Não estão previstas, pelo menos por enquanto, ações como multas para os idosos nesse momento. 

Publicidade

Algumas prefeituras, como a de São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo, chegou a colocar em prática multas para os idosos fora do isolamento, mas a justiça derrubou a ação nesse final de semana, entendendo que a medida não era legal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.