in

17 turistas brasileiros estão presos em navio na Itália por causa do coronavirus

Gerard Bottino/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Dezessete brasileiros que faziam um cruzeiro até a Espanha não esperavam que viveriam um futuro incerto dentro do navio. O navio deveria ter atracado na Espanha no começo de março, mas até hoje está em alto mar por conta da pandemia de coronavirus.

Publicidade

Na Espanha, o desembarque foi proibido e o navio foi para Roma, na Itália, onde os passaportes das pessoas foram confiscados e elas devem ficar dentro da embarcação por tempo indeterminado. Não se sabe como as autoridades italianas estão lidando com o caso na hipótese de comida e água começarem a faltar com o passar dos dias.

De acordo com um passageiro entrevistado, as autoridades italianas teriam avisado que podem tornar ainda mais rígidas as medidas, podendo exigir a realização de um teste de coronavirus para que as pessoas saiam do navio. E claro, essa liberação estaria condicionada ao resultado negativo.

Publicidade

O consulado brasileiro em Roma está tentando intermediar a situação. Apesar de contar com o apoio da diplomacia brasileira no país estrangeiro, os turistas ali não fazem ideia de quando poderão retornar ao Brasil. Até a noite de terça-feira, 24, a Itália era o segundo país com mais casos de infectados no mundo, totalizando quase 64 mil pessoas. A pandemia fez com que o governo local tomasse medidas drásticas para tentar conter o vírus e evitar mais infectados.

Publicidade

O cruzeiro teria começado no fim de fevereiro, quando a pandemia ainda não era uma realidade e o vírus parecia estar controlado na Europa. Especialistas acreditam que, se todos colaborarem com a quarentena, a pandemia deve ter um fim nos próximos meses.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades