in

Socialite famosa morre por coronavírus no Rio de Janeiro

Marcelo Borgongino

Uma pandemia que não era esperada por ninguém acabou sendo o fim para algumas pessoas. Empresas estão entrando em colapso, o sistema de saúde pública está virando um caos e pessoas estão morrendo em todo o planeta devido a uma doença causada por um vírus que até o momento não tem remédio e não tem vacina. O que resta para todos é esperar que passe a tormenta e que ela não leve a paz do mundo.

Publicidade

Amiga lamenta não poder velar seu corpo

Na tarde da última segunda-feira, 23, aconteceu uma perda inestimável para a família Bandeira de Mello, a socialite Mirna Bandeira de Mello, matriarca da família, não conseguiu vencer as complicações causadas pelo coronavírus e teve sua morte anunciada.

A jornalista Ana Maria Ramalho era amiga inseparável da socialite, foi ela quem trouxe ao público a notícia da morte de Mirna. Suas palavras foram de uma pessoa que está em profundo sofrimento. Ela lamentou não poder estar junto da amiga nos seus últimos momentos e disse que essa doença era muito injusta, pois, nem ao menos velar o corpo da amiga ela teria o direito.

Publicidade

Socialite morreu por complicações do coronavírus

Ana revelou que a socialite completaria 72 anos nesta terça-feira, 24, um dia após sua morte e disse que ao invés de comemorar aqui na terra, a festa seria no céu. Mirna estava internada desde a última segunda-feira, 16, e morreu por complicações da doença. Ela estava internada em quarentena no hospital carioca Samaritano.

Publicidade

O filho da idosa, Christiano Bandeira de Mello, está com a mesma doença e encontra-se hospitalizado no mesmo hospital que sua mãe estava. Mirna era casada com Paulo Bandeira de Mello há muitos anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.