in

Coronavírus: número de casos está dobrando no Brasil e situação preocupa

G1

No final do ano passado, a mídia começou a anunciar o surgimento do novo coronavírus, a versão recente de uma antiga enfermidade chinesa bastante perigosa. A doença, altamente contagiosa, pode ser transmitida pelo contato físico com pessoas infectadas e até mesmo através do ar, o que tem deixado muitos em pânico.

Publicidade

Com sintomas semelhantes aos da gripe, como febre, tosse e coriza, o coronavírus chegou ao Brasil em fevereiro deste ano, tendo o primeiro caso confirmado no dia 26. No dia 6 de março, o número de casos havia chegado a 13, o que mostrou uma alta taxa de proliferação. 

Apenas três dias depois, os registros médicos de número de casos de coronavírus já estavam em 52. No último dia 20, a Brasil estava com 904 confirmações de ocorrência da doença, sendo que três dias depois subiu para 1.891.

Publicidade

Diante disso, o governo brasileiro tem tomado diversas medidas para tentar diminuir a proliferação do coronavírus. Uma delas foi a quarentena, que visa evitar o contato físico entre as pessoas de forma a reduzir as taxas de contágio.

Publicidade

De acordo com estudos divulgados recentemente, o pico do surto de coronavírus deve acontecer entre os dias 6 e 20 de abril. De acordo com o site G1, o Brasil apresenta hoje o assustador número de 1.980 casos e 34 mortes pelo Covid-19.

Publicidade

Até o momento, não há vacina para conter de vez a doença. Alguns testes estão sendo realizados em países como a China na tentativa de encontrar o antídoto para a pandemia, que já matou mais de 16 mil pessoas em todo o mundo e infectou mais de 300 mil.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.