in

‘Mandaram todo mundo pra casa, e nós que não temos?’, o triste desabafo de um morador de rua

Agência Brasil

O novo coronavírus se tornou uma pandemia mundial, conforme classificado pela Organização Mundial de Saúde. No mundo já são quase 310 mil casos, no Brasil são 1.178 confirmados e 18 em óbito, esses dados foram confirmados na manhã do domingo (22).

Publicidade

Os brasileiros que não trabalham nos trabalhos essenciais, que foram classificados por governos federais, estaduais e municipais, foram orientados a ficar em quarentena em suas casas para frear a propagação do Covid-19 que tem causado um número maior no país a cada dia.

Uma situação extremamente preocupante é a dos moradores de rua. Um albergue da cidade de São Paulo tem questionado o prefeito Bruno Covas e o governador João Dória sobre o que fazer com o caso dessas pessoas, porém não receberam nenhuma resposta até o momento. A capital paulista, maior cidade do país, tem 24 mil pessoas em situação de rua.

Publicidade

Um dos maiores albergues, o Boraceia, recebe cerca de 1.200 pessoas todos os dias para dormirem em beliches que muitas vezes estão completamente lotadas. A condição desses locais é muito preocupante tanto para quem frequenta o local, como para quem trabalha na manutenção dele.

Publicidade

“Mandaram todo mundo ir pra casa. E nós, que não temos casa? Estamos dormindo aqui um do lado do outro, a 40 centímetros uns dos outros. Pediram isolamento, e nós vamos nos isolar aonde?”, desabafa um dos frequentadores do local em uma entrevista concedida ao portal de notícias UOL.

Publicidade

As pessoas continuam a se acumular no local, principalmente na hora do almoço, uma funcionária disse que tudo isso está errado, mas admite que não tem o que fazer. Todos os albergues de São Paulo atendem em média 17 mil pessoas todos os dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Nado Calegari

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 8 anos, trabalho também como redator há cerca de 3 anos, o que fez despertar uma nova paixão. Tanto que, atualmente, sou graduando em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .