in

Com a pandemia, Globo suspende Bocardi e Maju no JN, e Chico Pinheiro volta à bancada

TV Globo

Depois de suspender o rodízio dos jornalistas das afiliadas de todo o país, a Rede Globo optou por barrar os apresentadores de Brasília e São Paulo na bancada do Jornal Nacional. Logo, Rodrigo Bocardi, Giuliana Morrone, Maria Júlia Coutinho e César Tralli estão afastados provisoriamente da bancada do jornal noturno no dia de sábado ou nas licenças de William Bonner, no qual o âncora do Bom Dia São Paulo é substituto.

Publicidade

Para diminuir as viagens aéreas e preservar a saúde dos funcionários da emissora, a Globo ordenou que, por enquanto, somente os apresentadores cariocas irão apresentar o principal telejornal do país. A surpresa é o retorno de Chico Pinheiro, com 66 anos de idade e dentro do grupo de risco do Coronavírus, Chico está afastado do JN desde janeiro de 2019.

O diretor-geral de jornalismo, Ali Kamel, comunicou ontem à noite (18), que, por motivo de precaução, decidiu que as viagens dos jornalistas serão reduzidas ao máximo possível e realizadas apenas com autorização da direção, com o objetivo de evitar a mobilidade e disseminação do Covid-19.

Publicidade

Chico Pinheiro parou de fazer os plantões do JN na passagem de 2018 para 2019, depois que sofreu várias repressões. Em 2018, quando Luís Inácio Lula da Silva, o Lula, foi preso, Chico apresentou o JN visivelmente abatido, supostamente, por causa da prisão do ex-presidente.

Publicidade

No dia seguinte, um áudio de Pinheiro criticando a prisão de Lula começou a circular no WhatsApp. Com isso, Ali Kamel teria decretado, através de um e-mail, que os jornalistas não podem expressar as suas preferências políticas nas redes sociais, mesmo que seja em grupos de amigos próximos, uma vez que compromete o trabalho do profissional.

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade