in

Mulher se torna a primeira pessoa a ser vacinada contra o coronavírus

Stuff

O coronavírus continua assustando a população no mundo inteiro. Desde que foi anunciado pelas mídias, o número de casos ativos tem aumentado com frequência, causando pânico no Brasil e em outros países.

Publicidade

Atualmente, o número de casos registrados alcançou 194.217. Além disso, os registros informam a morte de 7.864 pessoas no mundo inteiro. O coronavírus chegou a países como Brasil, Japão, Malásia e Itália, sendo este último o epicentro da pandemia.

Em meio a todo o caos provocado pela doença, o que as pessoas desejam agora é que os cientistas encontrem a cura. Felizmente, o Instituto de Pesquisa Washington Kaiser Permanente, que fica localizado em Seattle, nos Estados Unidos, acaba de fazer o primeiro teste em humanos da vacina que pode ser a resolução para a pandemia.

Publicidade

O instituto, que desenvolveu a vacina em tempo recorde, tentou sua primeira vacina em uma mulher chamada Jennifer Haller, que tem 43 anos. A americana pertence ao grupo das 45 pessoas que irão ser voluntárias.

Publicidade

O teste servirá para assegurar se as vacinas são realmente seguras para a saúde e se de fato irão fazer o efeito esperado. A substância, foi desenvolvida pela empresa de biotecnologia NIH e Massachusetts Moderna Inc e é chamada de mRNA-1273.

Publicidade

Nos próximos dias, o instituto irá fazer uma nova análise nos voluntários para saber o resultado. Os voluntários foram pessoas com idade entre 18 e 55 anos e os cientistas devem observá-los frequentemente para detectar se há efeitos colaterais na vacina, que não tem data marcada para ir ao mercado, caso seja considerada eficaz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral. Pode entrar em contato comigo por meio do Instagram @paolla.evellyn