in

Você recebeu receita de álcool gel caseiro? Não faça, o dano pode ser irreversível

Reprodução/Youtube

A pandemia do coronavírus está tirando o sono de muitas pessoas. É comum as epidemias provocarem pânico generalizado, principalmente quando ainda não se tem conhecimento total sobre a doença, como é o caso do coronavírus.

Publicidade

A preocupação com o avanço da doença fez com que os estoques de álcool gel em muitos lugares se esgotassem. Além disso, o preço do produto também subiu. Em alguns lugares ainda é possível encontrar o álcool de 90 gramas por mais de R$ 10, devido à alta demanda. 

Com o aumento do preço e até mesmo a falta do produto na praça, algumas receitas caseiras começaram a circular pelas redes sociais, principalmente em grupos de WhatsApp. Algumas delas recomendam que a pessoa produza o seu próprio álcool gel a partir do álcool líquido concentrado, mas pouca gente sabe dos riscos associados à produção caseira do produto. 

Publicidade

Quais os riscos associados à produção caseira de álcool gel? 

Desde 26/03/2013, uma determinação da Anvisa entrou em vigor e proibiu a circulação do álcool líquido com graduação maior que 54° GL (46,3 INPM), em sua forma mais inflamável. Sendo assim, o álcool em alta graduação só poderá ser vendido na forma de gel. Mesmo com a proibição, o álcool etílico hidratado 92,8 INPM é facilmente encontrado nas prateleiras de pequenos supermercados, sem qualquer critério ou restrição de compra. 

Publicidade

A maioria das receitas caseiras de álcool gel que circulam nas redes sociais indicam a utilização do álcool etílico hidratado 92,8 INPM. Quando utilizado o álcool líquido em elevadas concentrações, os riscos de incêndio, queimaduras, irritação na pele e mucosas aumentam substancialmente. Além disso, os demais ingredientes das receitas que supostamente transformariam o álcool líquido em gel, ao invés de eliminar microrganismos pode potencializar sua proliferação. 

Publicidade

Outro fator importante é que o álcool gel industrializado é antisséptico, segue rigorosos padrões de fabricação, padronização, regularidade e qualidade dos produtos, e sua indicação pauta-se nas medidas de prevenção ao contágio de doenças respiratórias. 

Qual outro produto posso utilizar contra o coronavírus? 

As autoridades de saúde recomendam, além do álcool gel, a lavagem com água e sabão. Os sabões e detergentes possuem propriedades químicas capazes de remover grande parte da flora microbiana na superfície da pele. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.