in

Carta de Bebianno a Bolsonaro é aberta e o que está nela surpreende

UOL /Montagem Fernando Borges

A morte do ex-ministro do governo de Jair Bolsonaro, Gustavo Bebbiano, teve grande repercussão na imprensa. Um dos motivos é que circulou no passado que, assim que foi demitido do governo do presidente, ele teria enviado cartas a amigos, as quais só poderiam ser abertas assim que ele morresse. O envio até a morte durou um ano. 

Publicidade

A jornalista Thais Oyama decidiu revelar o conteúdo de uma carta  de Bebbiano, que ela não chega a citar se seriam uma das que o ex-ministro mandou após a demissão. A colunista do UOL, em texto divulgado neste domingo, 15 de março, conta apenas que a carta teria sido enviada de Gustavo para o ator Carlos Vereza, grande apoiador de Jair Bolsonaro. 

No conteúdo, Bebianno fala para Bolsonaro perdoar o autor da facada, Adélio Bispo. No final de 2018, Jair Bolsonaro foi alvo de um ataque durante um comício realizado na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais. O ataque foi tão forte que Jair quase não resistiu, precisando passar por várias operações. 

Publicidade

Em outro momento, a colunista cita como foi a demissão de Bebbiano e o comportamento dele após deixar o governo. “De pé ao lado dos dois, o ministro Onyx Lorenzoni tentava conter as lágrimas. Ele acabara de informar Bebianno que o presidente Bolsonaro havia decidido demiti-lo. De sua cadeira de rodas, o general Villas Bôas observava a cena consternado“, diz o texto divulgado no portal de notícias UOL. 

Publicidade

Bebbiano morreu neste final de semana, vítima de infarto. Ele estava com o filho na cidade de Teresópolis, no Rio de Janeiro. Bebbiano era pré-candidato à prefeitura do Rio. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.