in

A nova decisão da justiça que Suzane Richthofen não queria ouvir

Natelinha

Suzane Richthofen é a presa mais conhecida do país, mas tanta fama pode trazer problemas. A detenta, inclusive, virou tema de dois filmes que entram em cartaz nos cinemas sobre o assassinado de sua família. Os longas A Menina Que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais prometem causar polêmica.

Publicidade

Quem não gostou muito dos filmes foi a própria Suzane Richthofen. Ela entrou na justiça contra ambos os filmes que contam o crime que a presa mais famosa do país cometeu. Ela, no entanto, teve uma decisão judicial que, certamente, não queria ouvir. Suzane Richthofen perdeu em primeira instância o processo contra o filme. As informações são do site Natelinha desta quarta-feira, 11 de março.

O processo movido pelos advogados de Suzane Richthofen seguia em segredo de justiça, mas por se tratar de uma presa tão famosa, a ação acabou sendo divulgada por vários sites. Suzane Richthofen questionou à justiça que os filmes foram produzidos sem qualquer autorização da sua parte.

Publicidade

No entanto, a justiça entendeu que retratar uma história tão difundida e de crime não havia a necessidade de contato com Suzane Richthofen, que acabou sofrendo uma derrota avassaladora na justiça. Apesar de perder o processo, Suzane Richthofen ainda pode recorrer da ação.

Publicidade

A estreia oficial dos dois filmes sobre Suzane Richthofen está marcada para o dia 2 de abril. No entanto, quem quiser assistir antecipadamente à essa estreia, já pode acompanhar os longas, em alguns cinemas, a partir do dia 19 deste mês. Acredita-se que o filme atraia milhares de pessoas aos cinemas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.