in

‘Peço desculpas para família do menino’: Dráuzio pede perdão após abraçar trans assassina

Youtube / Globo

Nesta terça-feira, 10 de março, o médico-repórter Drauzio Varella decidiu pedir perdão pela matéria com a trans Suzy, na qual ele dá um abraço na presidiária, após esta dizer que não recebe visitas há 8 anos. Uma semana após a exibição da matéria no Fantástico, recebeu ampla divulgação o fato de que Suzy teria sido presa por abusar e matar de um menino de 9 anos, na grande São Paulo.

Publicidade

“Posso imaginar a dor, e peço desculpas para a família do menino, que foi involuntariamente envolvida no caso”, diz o médico em seu vídeo. Drauzio ainda comenta o crime de Suzy e diz que não há o que falar, pois o crime cometido pela trans choca a todos.

O médico diz que recebe seus pacientes há mais de 50 anos e que não olha quem atende. Em seguida, ele fala sobre o foco da sua reportagem, que era mostrar como viviam as transexuais presas.

Publicidade

“A maneira pela qual a Suzy foi apresentada deu a entender que ela fazia parte desse grupo majoritário. Por isso, eu entendo a frustração de quem se decepcionou comigo”, disse o médico, ao lembrar que, antes da reportagem mostrar a trans assassina, havia dado informações de que a maioria das trans presas estava na cadeia por crimes mais leves, como roubos e furtos. 

Publicidade

Veja abaixo o vídeo com Drauzio falando a respeito do assunto, que teve grande repercussão nessa semana:

Publicidade

“Para quem acha que eu errei, desculpa. Mas esse é meu jeito. Eu lamento, mas assumo totalmente a responsabilidade pela repercussão negativa que o caso teve“, disse o médico sobre o assunto, que tomou conta do país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.