in

Promessa de R$ 360 milhões pede rescisão de contrato com o Grêmio na Justiça

Divulgação Grêmio

A confusão envolvendo Grêmio e o jogador Ferreira ganhou um novo capítulo nesta sexta-feira (6). De acordo com informações do site GaúchaZH, o staff do atleta entrou na Justiça contra o Tricolor pedindo a rescisão do vínculo com o clube.

Publicidade

Ferreira está afastado do grupo principal do Grêmio por não ter aceitado a proposta do clube para renovar o contrato. O jogador se destacou no Brasileirão de Aspirantes do ano passado.

De acordo com seu empresário, Pablo Bueno, a diretoria do Grêmio teria prometido aumentar o salário do jogador, que era de R$ 14 mil mensais, caso ele se destacasse no time principal. Na equipe de cima, ele jogou a última partida do Brasileirão do ano passado, contra o Goiás. Neste ano, marcou gol na derrota para o Pelotas, válida pelo Campeonato Gaúcho.

Publicidade

O salário que seria aumentado passaria de R$ 14 mil para R$ 30 mil na renovação de contrato. A multa rescisória do contrato de quatro anos seria de 70 milhões de euros (cerca de R$ 360 milhões). O staff do jogador não aceitou e ele voltou a treinar entre os aspirantes.

Publicidade

Na ação na Justiça, o staff do jogador alega coação e constrangimento por parte do Grêmio ao rebaixá-lo para o time de transição. O Athletico-PR teria feito uma proposta para ter Ferreira, mas o negócio foi prontamente rejeitado pelo Grêmio.

Publicidade

Agora, caberá à Justiça definir se o atacante permanece no Tricolor ou se estará livre para negociar com outra equipe. O problema é que o caso não deve ser resolvido com muita rapidez. Enquanto isso, Ferreira segue treinando com a equipe sub-23.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!