in

O Brasil chora: morre uma das maiores atrizes do país; ‘grande mulher’

Fotomontagem: Bruno Avila / Jornal de Brasília

O ano começou há apenas três meses e o povo brasileiro já viveu diversos dramas. Desde a morte e alguns famosos ao surto do Coronavírus, que atinge o Brasil e, até agora, já são 7 casos confirmados, além de diversos suspeitos.

Publicidade

Assim como aconteceu em 2019, o número de artistas que estão partindo neste ano já é considerado alto. Todos os dias, é possível identificar um fã se despedindo de seu ídolo, pelas redes sociais. Agora, um grande ícone da dramaturgia brasileira se foi e angariou homenagens.

Uma das mulheres mais conhecidas no meio da arte brasileira ganhou homenagens após morrer aos 90 anos, em Belém, no estado do Pará. A Universidade Federal do Pará (UFPA) confirmou a morte da atriz, diretora e dramaturga Maria Sylvia Nunes, nesta quinta-feira, 5 de março. A causa do falecimento não foi comunicada.

Publicidade

A consagrada dramaturga nasceu em Belém e foi docente na UFPA durante 30 anos. Além disso, a atriz fundou e foi diretora do Serviço de Teatro da UFPA, que hoje em dia é a Escola de Teatro e Dança. Além disso, Maria criou e dirigiu o Grupo Norte de Teatro Escola do Pará.

Publicidade

A dramaturga foi homenageada em 2002, pelo Governo do Pará, que batizou um teatro no complexo da Estação das Docas com o seu nome. Hoje, o teatro Maria Sylvia Nunes é um dos maiores do país e uma referência de dramaturgia no mundo todo, vencendo prêmios nacionais e internacionais

Publicidade

Durante mais de 60 anos, Maria foi casada com o famoso filósofo Benedito Nunes, que era paraense e faleceu em 2011. Assim como sua esposa, Benedito era um consagrado professor.

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com