in

Três jovens brasileiros presos por tráfico de drogas, no Catar, podem ser executados

G1

O tráfico de drogas internacional em alguns países têm como penalidade a execução de seus traficantes, propriamente na península árabe e Ásia, não existindo possibilidade de fugir da condenação: a morte. Nos EUA e Brasil, a pena de reclusão no sistema penitenciário é menos radical, porém, de acordo com os agravantes podem variar de 3 a 20 anos.

Publicidade

Três jovens brasileiros presos por tráfico de drogas, no Catar, podem ser executados

Países rigorosos que aplicam a medida de executar seus presos, como Catar, não pune somente os cidadãos locais mas também quem está em seu território, os estrangeiros.

No ínicio de 2020, enquanto faziam escala no aeroporto do país, três jovens brasileiros foram abordados e inspecionados. Os acusados são dos estados do Espirito Santo e Paraná.

Publicidade

Polícia local do Catar apreendeu cerca de 10 kg de drogas e presos aguardam julgamento por tráfico internacional.

A divulgação da matéria publicada nas redes sociais do governo local, mencionou o nome dos presos: Hosana Martinelli Porpino, Loanys José Goobl Alvarenta e Francini Zanco, que foram acusados de tráfico de drogas internacional.

Publicidade

A viagem tinha como destino a Tailândia, que foi interrompida pela descoberta de aproximadamente 10kg de drogas, enquanto desciam para fazer escala no aeroporto. A polícia local realizou a prisão dos brasileiros que planejavam entregar a droga no final do trajeto.

Publicidade

A Polícia Federal abriu uma investigação para buscar evidências da existência de uma suposta quadrilha de tráfico atuante no estado do Espirito Santo, no Brasil. Os brasileiros presos aguardam julgamento no Catar, podendo sofrer a pena de morte, de acordo com as leis locais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade