in

Ronaldinho Gaúcho é preso no Paraguai, após supostamente cometer grave crime

Norberto Duarte/ AFP

Muito polêmico, o ex-jogador de futebol, Ronaldinho Gaúcho, foi preso no Paraguai, após ser autuado por um grave crime, garante a mídia local. O ex-atleta chegou ao país para fazer ações publicitárias, ao lado de seu irmão, Assis.

Publicidade

Ronaldinho foi abordado pela polícia paraguaia, em uma suíte em que estava hospedado junto ao seu irmão. A notícia foi dada pela jornalista paraguaia Soledad Franco e confirmada pelo Ministério do Interior do governo paraguaio.

O motivo da prisão foi o crime de falsidade ideológica. Isso porque Ronaldinho e seu irmão tiveram seus passaportes apreendidos no fim de 2018. A Justiça do Brasil os confiscou por causa de uma multa de R$ 2,5 milhões, referente à um crime ambiental, até hoje não quitada.

Publicidade

Ronaldinho e Assis, então, teriam falsificado dois passaportes e viajado ao Paraguai. Os dois foram levados à uma delegacia de Assunção, na capital paraguaia, com intuito de deporem sobre o caso e prestarem suas versões.

Publicidade

Carreira de Ronaldinho foi invejável

Como jogador, Ronaldinho foi um grande craque. Em seu tempo de Barcelona, Gaúcho ganhou dois prêmios de Melhor Jogador do Mundo (FIFA) e uma Bola de Ouro (France Football). O ex-atleta marcou sua passagem na Europa e é considerado um dos melhores jogadores brasileiros de todos os tempos.

Publicidade

Infelizmente, Ronaldinho teve um auge breve, porém se recuperou no Brasil, atuando pelo Flamengo e Atlético Mineiro. No Galo, o craque foi campeão da Copa Libertadores da América e considerado o Rei das Américas. Ronaldinho anunciou sua aposentadoria, sem nenhum clube.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com