in

Não foi acidente? Ex-segurança de Gugu sugere outra causa para morte do apresentador: ‘A Rose sabe’

Fotomontagem: Bruno Avila / Reprodução: RecordTV

Uma entrevista polêmica do deputado estadual Paulo Telhada, ex-segurança de Gugu, à UOL, cita muitos assuntos delicados, como até uma dúvida em torno da morte do apresentador. Foi concluído que Augusto Liberato morreu após um acidente doméstico dentro de sua casa, em Orlando, no Estados Unidos.

Publicidade

Gugu teria ido arrumar o ar condicionado no sótão de sua residência e acabou sofrendo um acidente. Até o momento, não surgiram pessoas contestando esta versão da história, mas Paulo Telhada foi o primeiro que apareceu criando dúvidas sobre isso.

Publicidade

Publicidade

Questionado sobre quando soube da morte do apresentador, Telhada mostrou à reportagem algumas conversas com Rose e provou que soube no mesmo momento em que a tragédia aconteceu.

Publicidade

O ex-segurança acredita que foi realmente este acidente que matou Gugu? Sua resposta sugere que poderia ter acontecido outra coisa.

Na época, falaram isso mesmo, mas o Gugu nunca foi de mexer em ar condicionado. Imagine! Você acha que ele ia subir na (palavrão) de um sótão para consertar o ar condicionado? Mas oficialmente a história é essa“, disse Paulo Telhada.

Após expor uma opinião polêmica sobre a morte de Gugu, o ex-segurança foi questionado então sobre o que realmente teria acontecido, e respondeu que “com certeza, a Rose sabe“, mas que não teria entrado nesse assunto com ela, por provavelmente estar “destroçada”.

O ex-segurança ainda fez questão de divulgar detalhes da relação de Rose com Gugu. Telhada disse que não sabia se realmente havia um relacionamento entre os dois, mas que Rose “endeusava” Gugu e que não exigia seus direitos porque admirava muito o apresentador.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com