in

Fátima associa imagem de Bolsonaro a de assediador ao vivo, mas se dá mal

Globo / Veja

Um dia após criticar brincadeiras com a voz do robô do Google, Fátima Bernardes criticou ao vivo uma fala do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, à uma jornalista da Folha de São Paulo. Bolsonaro disse que a repórter queria “dar o furo”, fazendo uma insinuação sexual envolvendo a profissional da mídia. No entanto, Fátima Bernardes associou essa fala de Bolsonaro à figura de um assediador.

Publicidade

Ela mesclou o assunto com o de um motorista que dirigia pela Uber, acusado de assediar sexualmente uma menor de idade. Para Fátima Bernardes, a fala do presidente acaba incentivando coisas erradas, já que serve de referência aos brasileiros. “Muito triste ver isso acontecendo”, disse Fátima, que ainda exibiu o vídeo em que Bolsonaro dava as polêmicas declarações contra a jornalista da Folha de São Paulo.

Fátima Bernardes ainda disse que a fala do presidente, ou do motorista acusado de assédio, não impediriam que ela e outras mulheres continuassem a lutar por respeito. A plateia da atração da Globo, em seguida, aplaudiu a comunicadora. 

Publicidade

Nas redes sociais, o público criticou a apresentadora, mas também houve quem a defendesse. A tag ‘GloboLixo’ fixou entre os temas mais comentados do Twitter. Entre os que elogiaram Fátima, internautas falaram sobre a coragem dela. 

Publicidade

Já na maioria das críticas, foi lembrado que a apresentadora namora um deputado e que não se pronunciou contra o ator José de Abreu, quando este fez duros ataques contra a atriz Regina Duarte. O caso, aliás, sequer foi abordado pela Globo, apesar da grande repercussão. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.