in

Atriz Carla Diaz revela o que sentiu ao interpretar Suzane von Richthofen no cinema

Instagram Carla Diaz / G1

A atriz Carla Diaz está vivendo um dos papéis mais desafiadores de sua carreira. Ela interpreta Suzane von Richthofen nos filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais. Os longa-metragens serão lançados no dia 2 de abril.

Publicidade

Os filmes narram a história de um dos crimes que mais repercutiram em todo o Brasil: o assassinato do casal Manfred e Marísia, pais de Suzane. A família morava em uma região de classe média alta em São Paulo.

Suzane, seu ex-namorado Daniel Cravinhos, e o cunhado Cristian Cravinhos foram condenados pelo crime que aconteceu em 2003. Eles continuam presos, mas os irmãos Cravinhos não ocupam o mesmo espaço no noticiário que Suzane.

Publicidade

A atriz Carla Diaz concedeu entrevista ao Yahoo e falou sobre o que sentiu ao gravar o filme. Ela revelou ter ficado em choque. “É um caso que chocou o Brasil, me chocou muito também como mulher, como filha, como ser humano. É inimaginável um caso desses. Me pergunto até hoje por quê. Porque ninguém entende por que alguém faz isso”, afirmou Carla.

Publicidade

Nas redes sociais, os filmes sobre o caso têm repercutido bastante. Alguns internautas criticaram a ideia de lançamento do filme porque viram como uma forma de glamourizar o crime. Outros concordaram com o lançamento dos longas porque é uma maneira de não deixar que um caso tão forte caia no esquecimento.

Publicidade

As empresas que produzem o filme emitiram nota explicando que não houve injeção de dinheiro público na produção e os criminosos – Suzane e os irmãos Cravinhos – não receberão nenhum dinheiro pelos filmes.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!