in

Ao final da vida, Asa Branca se arrependeu e denunciou maus tratos à animais em rodeios

Reprodução: RedeTV!

O locutor Asa Branca faleceu aos 57 anos em decorrência de um câncer que enfrentava. Além disso, o famoso também era portador de HIV. A repercussão do estado crítico do locutor era um dos assuntos mais comentados na internet.

Publicidade

A família de Asa Branca aguardava a morte do locutor, que já estava em estado terminal e sendo tratado a base de morfina. Apenas a morte resultou no fim do sofrimento do homem, que foi tão bem-sucedido. Ao final da vida, Asa Branca já não tinha mais uma situação financeira tão boa. A esposa do locutor teve que pedir doações para que seu tratamento fosse concluído.

A ativista Luisa Mell expôs um texto na Internet, cobrando a falta de repercussão da mídia em cima de um assunto contundente sobre Asa Branca. A protetora dos animais diz que, por mais que o locutor tenha participado de rodeios, ao final de sua vida se posicionou contra maus tratos que aconteciam nos eventos.

Publicidade

Os rodeios são muitos criticados por ativistas em prol dos direitos dos animais. Isso porque, para que os animais cumpram performances, os cuidadores tomariam atitudes cruéis com os mesmos.

Publicidade

Luisa ainda cita que Asa Branca “abriu mão de morrer como herói de rodeio, para morrer com dignidade“. A postagem no Instagram da ativista carrega muitas curtidas.

Publicidade

View this post on Instagram

Ontem, faleceu Asa Branca. Na matéria no jornal nacional só mostraram o locutor de rodeio sendo homenageado por cantores sertanejos, enaltecendo o rodeio. Inacreditável que o jornalismo da emissora n tenha citado em nenhum momento que no final de sua vida, Asa Branca denunciou todos os maus tratos que acontecem nestes eventos. Ele me chamou pessoalmente por intermédio da revista Veja e do jornalista João Batista, para esta entrevista que postei abaixo. Asa achava que todo o sofrimento que estava passando era uma punição pelo que ele fez para os animais. Antes de morrer teve a coragem de denunciar as crueldades q fazem com os animais por causa do dinheiro! Asa Branca, antes de sua morte, preferiu abrir mão de morrer como herói do rodeio para morrer com dignidade e assumir a verdade. Vergonhoso que a imprensa continue com a mentira! Asa Branca descanse em paz! Parabéns pela coragem! Agora n há mais desculpas para em chamarem de louca. Só compactua com este horror quem n tem compaixão, nem amor pelos animais! #odeiorodeio

A post shared by Luisa mell (@luisamell) on

O corpo de Asa Branca foi velado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), e como sempre fotos  repercutiram na Internet. Há pouco tempo, quando Augusto Liberato faleceu após um acidente doméstico, fotos de seu velório também tomaram grandes repercussões.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com