in

Raça Negra se apresenta no Faustão com vocalista supostamente bêbado, e fãs não perdoam

RedeGlobo/Reprodução

Duas atrações marcaram o “Domingão do Faustão” deste dia 02 de fevereiro, que iniciou o programa com o humorístico “Quem chega lá”, em que vários comediantes disputam quem arranca mais gargalhadas da platéia. 

Publicidade

A outra atração de Fausto Silva foi o quadro “Ding Dong”, com Marcelo Adnet e Lázaro Ramos tentando adivinhar quais músicos se apresentariam no programa. 

Uma das bandas presentes no Ding Dong foi a lendária Raça Negra, grande ícone do pagode dos anos 90. No entanto, a apresentação da banda gerou polêmica nas redes sociais por conta do vocalista Luiz Carlos, que supostamente alterado, mal conseguia cantar suas próprias músicas. 

Publicidade

Com falhas na voz e semblante de uma suposta embriaguez, pouco se pode entender do que Luiz Carlos respondia ao Faustão quando era perguntado pelo apresentador. Mesmo assim não faltaram clássicos da banda como “Cheia de Manias”, música tema da personagem Maria da Paz (Juliana Paes) na última novela do horário das 21 horas da Rede Globo, “A Dona do Pedaço”. 

Publicidade

Não demorou para que o fato fosse um dos mais comentados na internet na tarde do domingo (02/02). Todos os comentários davam conta do visível estado de Luiz Carlos. “Luiz Carlos do Raça Negra já não canta nada, aparentemente bêbado agora no #domingaodofaustao é que não canta mesmo. Como o cara vai assim pra TV?“.  Na mesma rede outro telespectador do programa comentou: “Impressão minha, ou o Luiz Carlos tá bebaço no Domingão do Faustão“.

Publicidade

Outro fato que chamou a atenção do público foi que, no início do programa, o apresentador fez um grande desabafo à platéia sem perceber que estava no ar. Para ele a atração já estava no intervalo. 

Constrangido com a falha, Fausto Silva pediu desculpas.  

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com