in

Filha teria matado pais e irmão por não aceitarem sua namorada; novos detalhes assustam

Fotomontagem: Bruno Avila / R7

Recentemente, um caso policial vem chocando o Brasil. Trata-se de uma família que foi morta carbonizada no ABC, uma região próxima da cidade de São Paulo. Primeiramente, a acusação apontou que a família pudesse estar envolvida em dívidas com agiotas. Ao menos foi isso que afirmou Ana Flávia, a filha mais velha do casal.

Publicidade

Como os depoimentos de Ana e sua namorada Carina Ramos se desencontraram, a polícia começou a desconfiar do casal. Uma dúvida que também intrigou a polícia foi o fato do filho mais novo do casal estar morto na cena do crime.

As namoradas estão presas de forma preventiva, durante 30 dias, por serem as principais suspeitas do crime. Novos detalhes sobre o caso mostram que a polícia chegou a cogitar o pedido para indiciar as garotas pelo crime, porém, foi recuado.

Publicidade

Tudo indica que, nos próximos dias, as meninas sejam realmente consideradas culpadas pelo triplo homicídio qualificado. A perícia aponta que Ana e Carina teriam matado a família por um motivo um tanto quando intrigante, uma possível não aceitação da família com o relacionamento.

Publicidade

O crime aconteceu em uma região de mata e a polícia investiga se a mãe teria sido obrigada a carregar os corpos do filho e marido dentro do carro, enquanto dirigia. Isso porque, o porteiro do condomínio chegou a ver a moça dirigindo o veículo, pouco antes da família ter sido encontrada morta dentro dele.

Publicidade

O carro era um Jeep Compass e foi completamente carbonizado. Os corpos dos três estavam no porta-malas do veículo. A investigação aponta que a família teria sido morta a pauladas.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com